Segunda-feira, 26 de Junho de 2006

ARQ-Parque das Nações

        

         0005r24f

 

     Um passeio pela antiga Expo agora mais conhecida como parque das Nações, fico feliz que  há nossa expo não ficou abandonada e que através dela surgiu uma nova urbanização, mas com um, não sei se grande ou pequeno se não , simplesmente pelo facto de termos uma oportunidade de fazer uma urbanização com uma certa qualidade e aquilo que eu vejo sempre que, vou lá para um simples passeio,

          000586hp0005pxc50005qkff

  há vejo cada vez mais descaracterizada onde a existência de uma  urbanização parece que tenha ficado de lado, e deu-se o lugar de uma grande desorganizada  formação de cidade, de certo a nível arquitectónico onde temos a noção de que se faz novos projectos sem pensar o que já lá existe, ou seja cada um faz a sua maneira, o que para mim deixa-me um pouco a desejar a falta de leitura global de todo o território, onde esta aquilo que os nossos professores de arquitectura nos estão sempre a falar, o lugar como elemento importante, o termos em atenção das preexistência   ou seja aquilo que nos estão sempre a dar na cabeça, parece que só existe a teoria e que na pratica a teoria deixou de existir.

                 0005bpc90005eh05

      Pois é fiquei um pouco desiludido com isto, parece que sou aquilo onde o negocio esta inserido que esta estimado o resto é como esteve-se ao abandono, mas o que vamos fazer estamos em Portugal e tudo pode acontecer, bem também temos de ver que não é só no nosso pais que estas coisas acontecem  também nos outros. mas não  devemos olhar para os outros mas sim para aquilo que temos cá .  

     Temos também o privilegio de ver muitos bons projecto onde muitos deles são concebidos por bons arquitecto portugueses como Siza Vieira e Carrilho da Graça, no que se transformam como livros de aprendizagem .   

    


publicado por eduvall às 21:37
link do post | comentar | favorito

Aventura no tunel...

                        

                 

               

                

     Pois é cá estão os 3 outra vez inicio de fim de semana e uns dias para descansar sem pensar em trabalho, que bom que são esses dias, então lá vai a gente para a expo, no inicio o objectivo foi ir ver um exposição de carros mas depois de uma caminhada pelo espaço da antiga expo deu-nos para isto.

   Fazer uma sessão   fotográficas numa das peças expostas lá ao que eles lhe chamam um obra de arte bem aquilo não tem nada de mais mas cada um chama o que quiser , para nos foi mais para tirar uns fotografias e nos divertirmos um pouco, um pouco estranho, mas o que vamos nos lá fazer as vezes danos par isso.

 

 Aqui  estão algumas da fotografias que por acaso ficaram muito bem, só por acaso bem os fotografos também têm um certo jeito para isso  HAHAHAHAHAHAHAHAHA :)  . 

 


publicado por eduvall às 19:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

momento de pausa

                
   Lisboa, Linda-a-Velha, numa terça feira a noite onde o dia que se passa agora é o dia 20 de Junho de 2006 onde a sua hora é 23h57, onde certamente que quando acabar de escrever este texto já estou no dia 21 do mesmo mes, no qual espero.
       Encontro-me aqui a tentar fazer um trabalho que no qual foi desenvolvido ao longo deste mesmo ano, no qual me encontro agora na necessidade de fazer uma pausa, onde a televisão na sala esta a dar mais um daqueles programas que não tem interesse nenhum, mas que muitas vez nos vemos sentados no sofá a olhar para aquilo como se de algo de importante se trata-se, onde por vários momentos somos uns vegetais, sem reacção, quando o programa sem interesse é interrompido por um anuncio daqueles produtos milagrosos, que nos faz pensar (quem me dera que isso fosse tão simples), pois tenho de voltar a minha sétima tentativa de fazer mais alguma coisa do trabalho que de tantas horas perdidas parece que ainda não saiu do mesmo lugar.
   Onde nos faz outra vez voltar a pensar (mas o que é que estive a fazer até agora),onde no mesmo momento estou a ouvir uma musica dos  Nightwish no qual o nome da musica é nada mais nada menos " I wish i had an Angel "   quem é que não desejava isso para estes momentos,  toca o telemóvel, quem será a estas horas? (0h 25.) uma mensagem do Paulo Zé à perguntar-me se eu já fiz o artigo para a revista Almocreve, outra coisa a acumular, no qual de momento não tenho cabeça para pensar nisso, bem de momento não tenho é cabeça para pensar em nada, estou como o meu computador que um dia se vira e me mostra uma mensagem a dizer que não tinha mais espaço de memoria no qual eu me pergunto a mim mesmo, mas memoria de quem?
      Agora neste momento só me resta ter calma fazer as coisas mais acertadas possível, não deixar que outros pensamentos invadem a pouca organização que vai cá dentro, por isso posso parecer um pouco despreocupado com alguns assuntos o que de facto é mentira pois eles ainda estão cá dentro, mas só poderão sair depois de grande parte deste trabalho acabar, por isso a calma é como uma palavra de ordem neste momento, e já são 1h10 estive aqui mais ou menos uma hora a escrever alguns desabafos, intercalando com algumas conversas no Messenger outro lugar que nos faz deixar de pensar e até nos faz conhecer melhor as pessoas, ou mesmo ate aproximar-nos mais delas, no qual lembro duma frase,onde referia estas palavras, que o mundo agora esta num simples pressionar de dedos, num botão ou mesmo num conjunto de teclas onde rapidamente temos o mundo a nossa volta.
     Agora não vou voltar a minha oitava tentativa de fazer mais alguma coisa do trabalho, mas sim vou ver se estão a dar aqueles programas que não tem interesse nenhum,que me transforma num vegetais, por um dado momento de tempo e com isto tudo já são 1h44 do dia 21 de Junho de 2006 onde me encontro ainda no mesmo local.      
     

publicado por eduvall às 01:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Junho de 2006

Linkin Park ~Numb

    Penso que não é necessário estar aqui a escrever alguma coisa sobre esta grande musica dos Linkin Park , simplesmente devido ao facto que a sua letra já ela diz muita coisa que nos faz pensar.

   Todos nós temos de ter a noção daquilo que queremos ser, pois se formos nos próprios sempre tem mais vantagem do que estarmos aqui nesta vida a tentar ser uma coisa que não nos identifica com pessoa. 

    Ser verdadeiro por vez não nos pode ajudar, mas não quero ficar a pensar que não o fui. Assim ninguém me pode criticar por eu nunca o ter sido.    

                                                                                                               Eduvall

                       

 

                                                                  Numb


I’m tired of being what you want me to be
Feeling so faithless
Lost under the surface

Don’t know what you’re expecting of me
Put under the pressure of walking in your shoes

(Caught in the undertow, just caught in the undertow)

Every step that I take is another mistake to you
(Caught in the undertow, we’re just caught in the undertow)

I’ve become so numb
I can’t feel you there
I've become so tired
So much more aware
I’m becoming this
All I want to do

Is be more like me
And be less like you


Can’t you see that you’re smothering me
Holding too tightly
Afraid to lose control
Cuz everything that you thought I would be

Has fallen apart right in front of you

(Caught in the undertow, just caught in the undertow)
Every step that I take is another mistake to you
(Caught in the undertow, we’re just caught in the undertow)
And every second I waste is more than I can take


I’ve become so numb
I can’t feel you there
I've become so tired
So much more aware
I’m becoming this
All I want to do

Is be more like me
And be less like you


And I know...
I may end up failing too
But I know...
You were just like me
With someone disappointed in you


I’ve become so numb
I can’t feel you there
I've become so tired
So much more aware
I’m becoming this
All I want to do
Is be more like me
And be less like you

I’ve become so numb
I can’t feel you there
(I’m tired of being what you want me to be)
I’ve become so numb
I can’t feel you there
I’m tired of being what you want me to be


publicado por eduvall às 23:02
link do post | comentar | favorito

O Som

               

               Piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

             Um som que só queremos ouvir o mais tarde possível.

 Uma abatida ritmada de dois tempos (pum pum),  esse sim, um som com uma melodia que nos faz acordar todos os dias para viver cada dia como se o manha não existisse , um som que nos faz vibrar de emoção quando estamos ao pé daquela pessoa que amamos, um som que acelera consoante a grandeza das emoções , um som que nos mostra que vale apenas viver.

            Sim esse sim quero ouvir mais vezes.

 Não só o meu, mas também o teu. que nos mostra que viver é um milagre, no qual não só eu e tu somos testemunhas, sim uma batida ritmada que nos faz ver a vida a nascer, um som onde a sua melodia é suave, um som que nos faz sonhar, um som que nos faz ir mais alem do presente.

             Sim o Som da vida, da minha , da tua, da nossa vida. 

 

 

 


publicado por eduvall às 02:28
link do post | comentar | favorito

:pesquisar

 

:Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


:Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

:posts recentes

: FUTURO Museu em Carção

: Soziedad Alkoholika

: AVANTASIA

: HARD-CORE

: PARADISE LOST

: PERITRAÇO Lda.

: C.E.I decorar ( quarto da...

: Pontos nos i´s

: 24h

: De volta

: Final

: Picä Tumilho

: no final, fica assim

: ARQ / A

: numa de decor

:arquivos

: Março 2009

: Março 2008

: Outubro 2007

: Junho 2007

: Janeiro 2007

: Dezembro 2006

: Novembro 2006

: Outubro 2006

: Setembro 2006

: Agosto 2006

: Julho 2006

: Junho 2006

: Maio 2006

: Abril 2006

: Março 2006

:mais sobre mim

:Album de fotografias

SAPO Blogs

:subscrever feeds